Assim nascem os textos... Sem avisar... Bater na porta, ou mandar recados... Não se mostram, apenas chegam, e chegando não findam... São perenes, reais e eternos...

Por: Beth Brito

quinta-feira, janeiro 27, 2011

Menino


Essa letra foi feita sob medida pra vc, menino.





Iluminada

Quando você me acendeu, fiquei toda arrepiada
Vi claridade no breu, minha alma iluminada
Senti uma febre danada, perdi minha hora marcada
Abri minha porta fechada, e o meu corpo tremeu,
Quando você me entendeu, eu já não entendia nada
Minha vida renasceu, amei está sendo amada
Senti uma febre danada, perdi minha hora marcada
Abri minha porta fechada, e o amor se rendeu,
Seja lá quem te mandou, meu amor te recebeu
E hoje o céu da sua estrela, menino... sou eu!

Letra: Maria Bethânia

3 comentários:

  1. E hoje o céu da sua estrela, menino... sou eu!

    Lindo!

    ResponderExcluir
  2. Quem me dera também ser uma encomenda da Bethânia...

    ResponderExcluir
  3. Eita Bethânia e Beth...
    sempre BBs em nossas vidas.

    ResponderExcluir